sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Sem jamais esquecer de Henri Cartier-Bresson

Não poderia fechar esta semana sem prestar uma homenagem ao grande fotógrafo francês, Henri Cartier-Bresson, que nesta sexta-feira estaria completando 100 anos. Assim como para mim, acredito que sua obra tenha sido decisiva para muitos repensarem a fotografia e para outros tantos escolherem esta profissão.
Como muita gente resolveu escrever sobre esta data, optei em repartir com todos o texto da Prof. Simonetta Persichetti (que tenho citado insistentemente em minhas aulas), sobre este interessante senhor que nos deixou em 2004, publicado no Estadão no dia 17/08.

http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20080817/not_imp225397,0.php

Blog da jornalista e professora:
http://tramafotografica.wordpress.com/

Bom final de semana à todos!!

4 comentários:

Eduardo Baggio Jornal disse...

Vida Longa a Bresson. Algumas coisas interessantes que ele disse:
"Fotografia não é nada. Viver é que importa". "Que mania essa da América de que tudo tem que ser lindo e jovem. Deixe as coisas envelhecer. Vida longa a Bakunin!"
"Fotografar é colocar mente, olho e coração numa mesma linha".

Talita disse...

Com certeza "Paris, França, 1952." Vai ficar na história e na lembrança de quem foi Henri Cartier Bresson. Hoje o data show não ajudou na aula em André? Rrsrsrs. Abraço, Talita. (Estou fazendo o perfil sobre o Evandro).

Luiz disse...

faço citação aqui, a uma interessante matéria publicada no site do jornal gaúcho Zero Hora.

Simone disse...

Pra não perder o custume! ;)