sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Algumas considerações sobre a Mostra 2008

Olá a todos que têm acompanhado nossas atividades, muito obrigado pela visita e pelas mensagens de apoio que temos recebido, são muito mais que as críticas, também bem-vindas!! este post será um pouquinho mais longo que o normal.

Inscrições
Acredito que principalmente pelo motivo de ter chego a publicar que não realizaríamos a edição 2008, muitas pessoas "desencanaram" e acabaram realmente não participando. Outro fator importante foi a fraca participação na categoria acadêmica, acredito que por falta de condições e tempo, mas principalmente por falta de conhecimento da proposta do evento que ainda não caiu nas graças de muitos professores que conhecemos!! A participação dos alunos da PUC foi tímida também, precisamos trabalhar bastante, pois a categoria para qual o projeto foi criado não está funcionando como imaginávamos. Planejamos receber mais de 200 inscrições, o que teria acontecido se os alunos tivessem participado mais efetivamente, mas os 90 trabalhos recebidos nas duas categorias é uma vitória pelo menor tempo de inscrição deste ano e pelas dificuldades encontradas.

Julgamento
Bem representada a comissão foi, primeiramente, bastante solicita e atenciosa, participaram a Prof. Kati Caetano, da UTP, o Prof. e cineasta Eduardo Baggio, da Univ. Positivo, a Prof. e fotógrafa Anuschka Lemos, da Unicuritiba, e o Ulisses Galetto, profissional reconhecido pelos trabalhos desenvolvidos na área do áudio. O principal motivo de discução deste ano foram os trabalhos que apresentavam imagens apropriadas, ou seja, aquelas não feitas pelos autores. Nós da comissão entendemos que o regulamento não excluía estes trabalhos e por isso deveriam ser julgados. Resultado, vários vencedores com esta proposta, diferente do idealizado por mim o coordenador, e que nos fez pensar nesta subdivisão para a próxima edição. Afirmo: o evento tem como proposta principal dar visibilidade àquelas pessoas que estão fotografando, produzindo.
Mas não podemos deixar de reconhecer as grandes idéias e sacadas appontadas por estes trabalhos!!

Desclassificados
Vários e-mails chegaram perguntando os motivos, querendo que especificássemos os trabalhos e apontássemos os problemas, com o argumento de que é necessário este conhecimento para que os erros não se repitam. Pessoalmente acho um anti ético este tipo de citação. De uma maneira geral, os problemas estavam relacionados a uma não definição clara de certos efeitos onde tivemos que discutir se era mesmo algo proposital, ou problemas enfrentados na construção, no exportar ou no gravar. Foram poucos os trabalhos com este tipo de problemas, assim como foram poucos os trabalhos que não se encaixavam na proposta fotográfica da mostra.

Premiados
Acredito que a maioria das pessoas que acompanham esta linguagem audiofotográfica, e principalmente aqueles que acompanham, seja mais de perto ou mais de longe, o nosso projeto, concordam que os trabalhos, em ambas as categorias tiveram uma melhora no nível dos mesmos. O áudio, algo que reforçamos nas dicas deste ano, fez a diferença, com certeza. Ao fechar as notas, percebi que a diferença de pontos entre os primeiros era muito pequena e que talvez aquele meio ponto a mais acabou fazendo a diferença. E esta diferença esteve na construção e edição principalmente do áudio, uma vez que a maioria dos trabalhos ainda carregam a proposta de apresentar as imagens com música. Suponho que a falta de conhecimento e softwares apropriados ainda são os principais entraves para a construção de um áudio mais elaborado.
E este papel, de divulgar, incentivar e afinar as nossas relações com o áudio tem fortalecido a proposta de pesquisa e experimentação da Mostra Caixola. Em outras palavras, a mostra tem dado e dará cada vez mais espaço a este "universo" na maioria das vezes não explorados por nós fotógrafos, ficando restrito aos "profissionais" da área.

O evento
Fomos prestigiados por mais de 150 pessoas na sexta-feira. A Cinemateca ficou pequenininha!!! Gostaria de nos desculpar, mais uma vez, àquelas pessoas e convidados que foram até lá na sexta e não viram o seus trabalhos projetados. Nossa justificativa é que não teríamos tempo para projetar 20 trabalhos e ainda fazer a entrega dos prêmios, com calma e descontração. Divulgamos por todo o processo que sábado era o dia da reapresentação, justamente para projetar os que ficaram de fora na sexta.
Já pensamos no espaço da próxima edição, talvez mudar o local, infelizmente, por causa da capacidade, e inverter a forma, na sexta projetamos todo mundo e no sábado premiamos os vencedores. Nos perdoem, foi nesta edição que criamos o segundo dia e aprendemos muito!!!

DIA 03 DE DEZEMBRO NA FNAC
O evento se extende na próxima quarta-feira, às 19:30, na Fnac do ParkShopping Barigüi. A proposta é projetar os trabalhos vencedores e criar um debate sobre os trabalhos e sobre a linguagem audiofotográfica de uma maneira geral. Contamos com a presença de todos.

Logo os trabalhos vencedores estarão disponíveis no site do projeto.

Até mais, aguardamos a sua participação!!

André Zielonka
Coordenador




Um comentário:

Sergio Andres disse...

se voces querem melhorar o audio, sería interessante que um dos premios fosse um pro tools.